29/06/2010

Nove associações ambientalistas boicotam fundo da EDP para projectos na área da biodiversidade

Nove organizações não-governamentais (ONG) de ambiente irão boicotar, pelo segundo ano consecutivo, um fundo da EDP para projectos na área da biodiversidade, em protesto contra a forma como a empresa tem promovido a construção de grandes barragens.

Desde o ano passado que várias ONG de ambiente vêm criticando uma campanha publicitária lançada pela EDP, na qual as barragens aparecem associadas à protecção da natureza e à preservação da biodiversidade.

As nove organizações - Associação Cívica Pró-Tâmega, Associação de Defesa da Praia da Madalena, Associação Amigos do Vale do Rio Tua, CEAI, Coagret, FAPAS, GAIA, GEOTA e Quercus - acusam a EDP de ser "um dos principais promotores da destruição dos rios e da biodiversidade em Portugal" e de assumir uma "postura hipócrita" com a sua campanha.

Por isso, nenhuma dessas organizações irá concorrer ao Fundo EDP Biodiversidade, lançado em 2008 e que distribui 500 mil euros por ano a projectos nessa área.

A EDP tem cinco projectos de novas barragens em curso (Baixo Sabor, Foz Tua, Fridão, Alvito e Ribeiradio). Os ambientalistas argumentam que o uso eficiente da energia permite poupar a mesma electricidade que será produzida pelos novos empreendimentos.

Contactada pelo PÚBLICO, a EDP declarou, numa comunicação enviada por e-mail, que o seu fundo para a biodiversidade "está disponível para as instituições que livremente se queiram associar a uma missão que é de todos e que ganha uma importância acrescida tratando-se do ano internacional para a biodiversidade". A EDP não respondeu a questões concretas do PÚBLICO acerca das críticas dos ambientalistas e do boicote em si.

O Fundo EDP para a Biodiversidade tem um total de 2,5 milhões de euros, para serem aplicados até 2011 no conhecimento científico e na conservação da biodiversidade. Em 2008 e 2009, três projectos em cada ano foram seleccionados, entre mais de uma centena de candidatos.

in Público - 2010.06.29

25/06/2010

Plantar Portugal, o momento é agora!


Vamos fazer da 1ª Edição da “Semana da Reflorestação Nacional” um grande sucesso. É necessário preparar e organizar algumas coisas para que tudo dê certo nessa semana. Se o seu concelho ainda não tiver equipa, então por favor crie a equipa do seu concelho. Não custa nada! Se a vossa equipa já está criada então está na hora de a mobilizar e de partilhar da vossa experiência e sabedoria. Unam-se, partilhem as tarefas, vivam a cidadania. É necessário envolver as Escolas, o Município, as Freguesias, os Bombeiros, os Viveiros, em suma todos! Não vamos esperar por Novembro só para criticar e dizer que algo porventura não tenha corrido tão bem. Vamos agora sim, pensar naquilo que pod emos fazer para que essa seja uma semana saudável de alegria e júbilo para todos nós. Quer seja na floresta, no parque ou no jardim, vamos vivenciar, proteger e plantar com respeito pela biodiversidade e pelas espécies autóctones. vamostodos@plantarportugal.org ! Participe! Mobilize! Divulgue!
Para ver o grupo, visite o seguinte link em:
http://plantarportugal.org/pt/index.php?option=com_community&view=groups&task=viewgroup&groupid=25&Itemid=135


A ADPM já é membro, junta-te à equipa de Vila Nova de Gaia.

--
A Direcção da ADPM

08/06/2010

SOS AMBIENTE

A Direcção da Associação de Defesa da Praia da Madalena (ADPM) uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) do Concelho de Vila Nova de Gaia e a Comissão Executiva do Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA), informam que passam a dispor, a partir de hoje, de um serviço “SOS AMBIENTE”, destinado a receber denúncias de situações que violem a legislação ambiental, quer ao nivel de participação ambiental, quer urbanística do Concelho de Vila Nova de Gaia, entre outros Concelhos.
Para esse efeito basta endereçar uma carta com a situação que pretende denunciar e respectiva localização, sempre que possivel acompanhada com fotografias, para a Sede da ADPM / Delegação Regional Norte do GEOTA, A/C SOS Ambiente - sita na Rua António Francisco de Sousa nº 491 – Madalena – 4405-726 Vila Nova de Gaia. E-Mail: adpmadalenavng@gmail.com
A partir do momento em que é recebida denúncia e após analisar as informações enviadas, e se necessário complementá-las, por forma a determinar se houve ou não infracção, o serviço “SOS Ambiente” procura utilizar os instrumentos jurídicos ao dispôr das Organizações Não Governamentais de Ambiente para prevenir ou tentar solucionar danos ao ambiente e ao ordenamento do território.
Alguns exemplos de infracção ambiental: lançamento de efluentes sem tratamento; queimas de resíduos a céu aberto; depósitos de resíduos perigosos, etc...
Alguns exemplos de infracção urbanística: construções que pareçam ilegais; destruição do património edificado, etc...


Pel’A ADPM e Pel’O GEOTA

Dia Mundial do Ambiente/ Conselho Geral da ADPM

A Direcção da Associação Defesa Praia Madalena - ADPM agradece o empenho de todos os directores, associados, da Junta de Freguesia da Madalena, Escola EB 2, 3 da Madalena, Associação Madalena Jovem e Associação de Pais da Escola EB 2, 3 da Madalena, que muito contribuiu para engrandecer a Sessão Comemorativa do Dia Mundial do Ambiente.

Agradecemos igualmente a presença das entidades convidadas e empossadas no Conselho Geral da ADPM:

Compete ao Conselho Geral (CG)

1. Estimular debate de questões ambientais ou relativas ao movimento associativo, de âmbito local, regional, nacional ou internacional.
2. Debater e apresentar questões relativas projectos, iniciativas que a Direcção possa implementar
3. Promover a actividade inter associativa local, regional e nacional da ADPM
4. Defender os princípios básicos e objectivos da ADPM aquando a sua fundação.

2.Funcionamento

1. O CG reúne, pelo menos, sempre que os orgãos sociais entenderem
2. Todas as presenças e matérias abordadas devem constar de acta, a redigir na reunião e distribuída posteriormente pelos presentes à mesma e divulgada na Direcção seguinte.

3. Composição do CG
O Conselho Geral é um órgão consultivo da ADPM sendo composto pelos seguintes membros:
1. Sócios Fundadores que realizaram a escritura da constituição da ADPM
2. Mesa de Assembleia Geral
3. Direcção
4. Conselho Fiscal
5. Presidentes da Direcção da ADPM cessantes
6. Associados de interesse, indicados pelo Conselho Geral e aprovados em Direcção da ADPM, nomeadamente responsáveis pelos Grupos de Trabalho e colaboradores directos da Direcção.
7. Representantes de Instituições Públicas, indicados pelo Conselho Geral e aprovados em Direcção da ADPM (C.M. Gaia - Pelouro do Ambiente, Junta de Freguesia da Madalena, Àguas de Gaia
8. Outras ONGA’S, indicadas pelo Conselho Geral e aprovados em Direcção da ADPM - GEOTA (Delegação Regional Norte)



Ponto Único: O CG é presidido pelo Presidente da Direcção ou seu substituto legal.

A Direcção